Vendas unitárias crescem em atacarejos
2 de abril de 2024
Redação

O mês de fevereiro de 2024 marcou mais um período de crescimento robusto no varejo alimentar, impulsionado pelo desempenho excepcional das vendas de perecíveis e bebidas, segundo dados da Scanntech, líder em inteligência de dados para o setor. Comparado ao mesmo período do ano anterior, as vendas em unidades do mês de fevereiro aumentaram +3,1%, e quando combinadas com o aumento de preços de +3,1%, resultaram em um aumento significativo de +6,4% no faturamento do mês. Destaque para a cesta de perecíveis, que registrou um crescimento de +9% no faturamento em relação ao ano anterior, contribuindo de forma significativa para o crescimento geral do canal alimentar.

Entre as categorias de perecíveis, ovos, iogurtes e frango in natura foram os principais impulsionadores do crescimento do faturamento em fevereiro de 2024. Já no segmento de bebidas, refrigerantes, sucos e água foram os destaques positivos, novamente.

Tanto os supermercados quanto os atacarejos regionais experimentaram um crescimento nas vendas unitárias, refletindo positivamente no faturamento de ambos os canais. Destaca-se o desempenho excepcional do canal de supermercados (de cinco a nove PDVs) frente aos demais canais, que registrou o maior crescimento tanto em faturamento quanto em vendas unitárias durante o mês de fevereiro.

No entanto, apesar do crescimento geral, houve variações regionais significativas. A região Norte se destacou com o maior crescimento em faturamento, superando a média nacional, enquanto a região Leste (MG, ES, RJ) ficou abaixo da média nacional.

Sobre a Scanntech

Usada por 8 em cada 10 top varejistas do canal alimentar e por mais de 250 das maiores indústrias, a Scanntech segue revolucionando o modo de se usar informações de mercado. A companhia desenvolveu uma plataforma de inteligência granular, ágil e acionável, que permite a identificação das maiores oportunidades, alavancando os resultados do varejo, da indústria e dos distribuidores, aproximando os parceiros comerciais. Ao todo, analisa dados de mais de R$ 680 bilhões do faturamento do varejo brasileiro a nível ticket de venda, por meio de uma base robusta e granular de mais de 40 mil PDVs automaticamente, sem manipulação humana, para oferta de insights.

Compartilhe: