Setor de serviços na PB tem alta de 11,4% no faturamento
12 de abril de 2024
Redação

Com taxa de expansão acima de dois dígitos, o volume do setor de serviços na Paraíba apresentou o segundo maior crescimento do País em fevereiro deste ano, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), que foram divulgados, nesta sexta-feira (12), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Paraíba registrou alta de 11,4% no faturamento do setor em fevereiro sobre o mesmo mês do ano passado.

A Paraíba (11,4%) e o Acre (19,5%) – que liderou o indicador em fevereiro – foram os únicos que apresentaram expansão acima de dois dígitos, enquanto o país cresceu 2,5%. No acumulado do primeiro bimestre, a Paraíba também acumula alta de dois dígitos (10%), segunda maior taxa também no indicador ao lado do Amazonas (10%), liderado pelo Acre (21,8%). A média do bimestre do País é de 3,3%.  

PARAÍBA LIDERA NO NORDESTE – O crescimento da Paraíba no setor de serviços destoa entre os nove Estados na Região Nordeste, na comparação de fevereiro frente ao mesmo mês do ano passado. No ranking da Região, a Paraíba com 11,4%, lidera o índice. É seguido bem atrás pelo Piauí (6,1%). Com taxas mais modestas, aparecem os Estados de Sergipe (3,5%), Maranhão (3,3%) e Pernambuco (2,1%), enquanto Bahia e Ceará empatam com apenas 1,6%. Já os estados do Rio Grande do Norte (-0,3%) e Alagoas (-0,2%) foram os únicos que recuaram.   

Segundo o IBGE, o avanço daquele mês foi acompanhado por quatro das cinco atividades e contou ainda com crescimento em 59,6% dos 166 tipos de serviços investigados. Entre os setores em crescimento de fevereiro frente ao ano passado, o de informação e comunicação exerceu o principal impacto positivo, impulsionado, principalmente, pelo aumento da receita em telecomunicações; desenvolvimento e licenciamento de softwares; suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação; TV aberta; e edição integrada à impressão de livros. Os demais avanços vieram dos profissionais, administrativos e complementares; dos prestados às famílias; e dos outros serviços.

A PESQUISA – A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)  produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços do país e dos Estados, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, mas excluídas as áreas de saúde e educação. Ao lado da administração pública, os setores de serviços e de comércio têm os maiores pesos na composição do PIB do País e dos Estados.

Compartilhe: