Senado tem consulta sobre cigarro eletrônico
7 de fevereiro de 2024
Redação

Especialistas têm alertado sobre os perigos do uso dos cigarros eletrônicos. Esse tipo de produto, consumido principalmente por jovens e adolescentes, é proibido no Brasil desde 2009. No entanto, um projeto de lei que tramita no Congresso Nacional pretende liberar a produção, importação, exportação, comercialização e o consumo de cigarro eletrônico em todo o país.


Para que a sociedade participe de uma decisão que pode afetar a saúde de milhões de pessoas, o Senado Federal abriu consulta pública sobre o Projeto de Lei. Para se manifestar a respeito da liberação do cigarro eletrônico no Brasil, basta acessar o link www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=160523 e votar sim ou não.


APELO
Em artigo intitulado “Cigarro eletrônico: carta aberta aos congressistas paraibanos”, o pneumologista Sebastião Costa, médico cooperado da Unimed João Pessoa, faz um apelo aos parlamentares paraibanos para que votem contra esse Projeto de Lei. “Apelamos à consciência social do parlamentar no sentido de colaborar com o nosso propósito de lutar fortemente contra a pressão ostensiva da indústria do tabaco em aprovar Projeto de Lei que vai tornar muito mais acessível o cigarro eletrônico entre os nossos jovens”, explicou o pneumologista no artigo, publicado no Portal Unimed JP (www.unimedjp.com.br).

Para o médico, a liberação do cigarro eletrônico irá promover aumento substancial nas estatísticas de mortalidade por doenças relacionadas ao tabaco no país. “Os consumidores desses dispositivos de hoje vão incrementar os indicadores de mortalidade de amanhã por infartos do miocárdio, enfisema pulmonar, câncer de pulmão, AVCs e muitas outras patologias desenvolvidas pela nicotina e suas “companheiras”, afirmou Sebastião Costa.

VÍDEOCAST

Os perigos do uso do cigarro eletrônico também foram abordados pelo cirurgião torácico Petrúcio Sarmento e pela pneumologista Eliáuria Martins no segundo episódio do videocast “Sem Contraindicação”, produzido pela Unimed João Pessoa. Entre outras informações, eles alertaram que o cigarro eletrônico tem até 50 vezes mais nicotina do que o convencional.
Toda semana a Unimed João Pessoa leva ao ar um novo episódio do videocast “Sem Contraindicação”. O programa é publicado sempre às quintas-feiras, ao meio-dia, com dois convidados para falar sobre temas voltados principalmente à saúde, qualidade de vida e bem-estar.
Os episódios estão disponíveis nos canais da Unimed JP no YouTube e no Spotify. Para conferir os canais, obter mais informações e enviar sugestões, basta acessar o Portal Unimed João Pessoa: www.unimedjp.com.br/semcontraindicacao.

Compartilhe: