Secretarias da PB reforçam combate à dengue
13 de março de 2024
Redação

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) se reuniu, nessa terça-feira (12), com outras sete secretarias estaduais para debater e definir ações intersetoriais de combate ao Aedes aegypti, mosquito causador da dengue, zika e chikungunya. O objetivo da campanha unificada é somar esforços para potencializar a mobilização, principalmente contra a dengue, em toda a rede estadual.

Na ocasião, estiveram presentes representantes das secretarias de Educação; Administração; Juventude, Esporte e Lazer; Secretaria do Governo; Infraestrutura e dos Recursos Hídricos; Desenvolvimento Humano e de Comunicação Institucional. A SES apresentou propostas de ações conjuntas que podem ser realizadas pelas pastas. Algumas iniciativas já são realizadas de forma educativa, como dias “D” de mobilização contra o mosquito, distribuição de informativos em lugares de grande circulação, campanha publicitária, e a disponibilização de um número gratuito para atendimento e esclarecimento de dúvidas sobre sintomas de dengue, por meio do Alô Saúde: 0800 281 6591.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Jhony Bezerra, se todas as secretarias trabalharem juntas, o alcance dessas ações será bem maior. “O intuito dessa reunião é potencializar o que cada Secretaria pode fazer na luta contra a dengue, o que cada pasta pode agregar ao que já vem sendo feito pela saúde no estado. Entre outras ações, está previsto o chamamento de segmentos importantes da sociedade, como sindicatos e comunidade escolar, além de colaboradores”, explicou.

O programa “Saúde nas escolas” é outra importante iniciativa realizada em parceria com a secretaria de Educação, onde serão levadas, até os estudantes, informações sobre o mosquito; como ele se prolifera, como identificar possíveis focos, e, principalmente, como tornar os lares seguros. Serão executadas atividades como palestras, gincanas, testes de conhecimento, aulas de campo, entre outras metodologias aplicadas de acordo com cada nível de ensino. A ideia é fazer com que o conhecimento repassado aos alunos seja multiplicado por eles em suas casas. Outra ação de destaque está sendo desenvolvida junto com a secretaria de Segurança e Defesa Social, onde serão utilizados drones para realização de imagens aéreas no intuito de detectar possíveis focos.

Além disso, também foram alinhadas estratégias de comunicação, visando expandir a divulgação de dados, temas e assuntos referentes ao combate à dengue. O chefe de gabinete da secretaria de Estado da Comunicação Institucional (Secom), Rômulo Oliveira, destacou que diante do cenário epidemiológico da Paraíba, se torna cada vez mais necessário fortalecer a campanha de alerta e de atenção máxima aos cuidados contra as arboviroses.

“Nesse sentido, a Secom entra como parceira nessa ação intersetorial, no sentido de dar vazão a essas informações por parte da equipe da Secretaria de Saúde da Paraíba, através de campanhas educativas e fazendo esse chamamento à população para evitar deixar água parada nas casas e em outros imóveis. Nosso trabalho é fazer esse apoio institucional a partir da mídia, nas redes sociais, em outros veículos de comunicação”, frisou.

A SES recomenda que, pelo menos uma vez por semana, deve ser feita uma faxina para eliminar possíveis focos do Aedes aegypti. Nesse sentido, também foi instituído o dia “D” da limpeza nas instituições públicas, onde os próprios servidores vistoriam seu ambiente de trabalho. A secretaria ainda reforça o diálogo com os municípios e promove capacitações com as equipes a respeito da intensificação da prevenção e do manejo clínico de pacientes. Também estão sendo ofertadas vacinas contra a dengue para os 14 municípios da 1ª macrorregião de saúde, tendo como público-alvo crianças e adolescentes na faixa etária de 10 a 14 anos.

Compartilhe: