Resgate Aeromédico leva bebê para família no Sertão
16 de julho de 2023
Redação

O Grupo de Resgate Aeromédico (Grame) realizou, neste sábado (15), a transferência de um bebê de apenas quatro meses de João Pessoa para sua cidade natal, Cajazeiras. O paciente estava no Hospital Municipal do Valentina para o tratamento de Síndrome de Angústia Respiratória Aguda (SARA) e voltou para ser tratado perto da família.
 
Portador de trissomia do cromossomo 21, o bebê apresentava uma alteração respiratória e havia sido internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Após melhora no quadro de saúde, foi admitido no Hospital Municipal do Valentina, também na capital. 
 
De acordo com o médico responsável pela coordenação do resgate, Elvio Lievert, com a evolução positiva do quadro da criança, a indicação era de que o paciente voltasse para a cidade natal, continuar o tratamento e se recuperar perto da família.


 
“O paciente ficou na UTI por 48h e após os devidos cuidados teve a indicação de retornar para sua unidade de origem. Por conta de o trajeto ser longo e haver risco de instabilidade no trajeto terrestre, realizamos o transporte aéreo e entregamos o paciente em segurança no Hospital Regional de Cajazeiras”, explicou.
 
A distância entre João Pessoa e Cajazeiras é de 481 km com expectativa de transporte de 8h de viagem por via terrestre. Com a Unidade Aérea de Saúde Avançada, o bebê de apenas 3,5kg pôde retornar em apenas 1h20 com mais rapidez e segurança. Ao todo, cinco profissionais estiveram envolvidos na ação de transporte.
 
O serviço de Resgate Aeromédico, implantado pelo Governo do Estado, funciona por meio de parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesds). Além do serviço de UTI aérea para o transporte de pacientes de maneira programada, regulados por meio da SES, as aeronaves são utilizadas também na captação de órgãos e tecidos, transporte inter-hospitalar, repatriação de cidadãos paraibanos e no apoio às operações institucionais do Governo, da Secretaria da Segurança e do CBMPB.

Compartilhe: