Reclamações sobre telecom caem 24%
16 de fevereiro de 2024
Redação

O número de reclamações de usuários de serviços de telecomunicações caiu 24,1% em 2023 na comparação com 2022, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) reunidos pela Conexis Brasil Digital.

Durante todo o ano de 2022 foram 1.721.443 reclamações registradas, já em 2023 elas caíram para 1.306.213, uma redução de 415.230 queixas.

“Nos últimos 5 anos, o número de reclamações de usuários de telecomunicações caiu 56%, passamos de quase 3 milhões em 2029 para um pouco mais de 1,3 milhão em 2023. Essas quedas são reflexos das políticas de autorregulação adotadas pelas empresas e os investimentos constantes das empresas, tanto em qualidade quanto no atendimento ao consumidor”, afirmou o presidente-executivo da Conexis Brasil Digital, Marcos Ferrari.

Entre as medidas de autorregulação do setor estão a plataforma Não Me Perturbe. A Não Me Perturbe (disponível no site e também por aplicativo) permite o bloqueio de ligações de telemarketing das empresas de telecomunicações e de oferta de crédito consignado. A plataforma tem mais de 12 milhões de números cadastrados.

Entre os serviços, a TV por assinatura teve a maior queda anual. O número de queixas caiu 31,3% em 2023 ante 2022. As reclamações relacionadas à telefonia móvel caíram 26,4% e as relacionadas ao serviço de banda larga fixa apresentaram queda anual de 13,5%.

Dezembro

Em dezembro de 2023 o número de reclamações caiu 11,4% na comparação com dezembro de 2022, passando de 109.747 para 97.243, uma redução 12,5 mil queixas.

Sobre a Conexis – A Conexis Brasil Digital reúne as empresas de telecomunicações e de conectividade, que são a plataforma da economia digital, da sustentabilidade e da conexão de todos os brasileiros. A Conexis, dentro de um movimento de transformação digital pelo qual o mundo está passando, vem substituir a marca do SindiTelebrasil, reforçando o propósito do setor de telecomunicações de digitalizar o País e de conectar todos os brasileiros.

Compartilhe: