Ministro conhece obras do Polo Turístico em JP
23 de março de 2024
Redação

O governador João Azevêdo e o ministro do Turismo, Celso Sabino, visitaram, na manhã deste sábado (23), em João Pessoas, as obras do Polo Turístico Cabo Branco, projeto do Governo da Paraíba que destina 21 lotes para o desenvolvimento do maior complexo turístico planejado do Nordeste. Iniciadas recentemente, as obras dos resorts Ocean Palace Jampa Eco Beach, Amado Bio & SPA, Tauá Resort João Pessoa e Acquaí Parks & Resort já promovem geração de emprego e renda. Quando concluídos, os empreendimentos irão fortalecer ainda mais a economia paraibana, com aumento substancial no fluxo de turistas, beneficiando toda uma cadeia ligada ao setor.

Além do Centro de Convenções, já pronto e em pleno funcionamento, outro projeto do Governo da Paraíba no Polo Turístico Cabo Branco é a Avenida Boulevard dos Ipês, no qual estão sendo investidos  mais de R$ 11 milhões em sua construção. As obras têm inspiração no movimento armorial e o espaço contará com mais de 200 ipês coloridos, elementos culturais, tecnológicos e sustentáveis, museu, anfiteatro, tirolesa, jardim sensorial, bicicletário, Vila de Pescadores, escola de gastronomia e mirante.

Na ocasião, o governador João Azevêdo lembrou que, nesta etapa, o Polo Turístico Cabo Branco já não é mais um projeto, mas uma obra que começa a produzir benefícios para a população paraibana. “O Polo Turístico Cabo Branco não é mais concepção, é obra real. Um empreendimento como este gera renda no momento da implantação, pois milhares de pessoas já estão trabalhando aqui na construção. E, depois dessa etapa, vamos ter um tipo de hotel — o resort — que tem um número de funcionários por leito maior que a média, número importante que gera muito emprego”, ressaltou, lembrando a prioridade dada a pessoas que moram em torno do Polo Turístico Cabo Branco no  momento da contratação — o projeto prevê uma unidade de treinamento e preparação de mão de obra.

“Temos investido muito no turismo, e esse trabalho tem surtido um efeito extremamente. Neste verão, por exemplo, mais de 600 mil turistas vieram para João Pessoa, com hotéis tendo 96% de ocupação em alguns momentos. E, neste ano, não será diferente, pois teremos eventos que já estão confirmados — como as etapas de vôlei e os Jogos da Juventude”, acrescentou João Azevêdo, apontando como um dos fatores para esses resultados os investimentos em divulgação.

Na ocasião, Celso Sabino externou satisfação por estar na Paraíba e destacou a importância dos investimentos do Governo Federal no estado. “O Governo Federal, com muita alegria, está hoje cumprindo agenda aqui em João Pessoa, numa parceria com o governador João Azevêdo. Vamos visitar as obras que o governador tem empreendido na área do turismo. Ontem estivemos em Campina Grande, visitando uma importante obra que é fruto de uma parceria entre o Governo Federal e o Governo da Paraíba”, disse,  fazendo referência ao Centro de Convenções da Rainha da Borborema.”Só o Ministério do Turismo tem R$ 122 milhões em investimentos em diversas obras, em diversos municípios aqui no estado. Vamos estar participando ativamente dos festejos de São João, grande festa que movimenta o turismo”, completou.

A secretária de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde), Rosália Lucas, destacou a importância das políticas públicas do Governo da Paraíba em prol do turismo e do desenvolvimento econômico. “Essa iniciativa do governador João Azevêdo tem trazido muito desenvolvimento para o nosso Estado. O turismo é um segmento muito capilar, que beneficia desde o setor hoteleiro ao pequeno vendedor, o motorista por aplicativo. Tudo isso contando com a credibilidade da iniciativa privada, como é o caso do Polo Turístico Cabo Branco”, comentou.

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, afirmou que as obras do Polo Turístico Cabo Branco representam a realização de um sonho de muitos anos. “Ter o Polo Turístico Cabo Branco implantado, ampliando o número de leitos, era um sonho de muitos anos, inserindo a Capital e a Paraíba no roteiro nacional do turismo, com a qualidade de vida que João Pessoa apresenta cada vez mais. Com o apoio do Ministério do Turismo, temos a urbanização da Orla Sul da Capital, oferecendo mais lazer não apenas para quem mora aqui e também para quem nos visita. São ações como esta que nos dão a confiança de que o futuro dessa cidade será cada vez melhor”, disse.

A visita técnica do governador João Azevêdo e do ministro do Turismo Celso Sabino às obras do Polo Turístico Cabo Branco foram acompanhadas pelos auxiliares da gestão estadual Deusdete Queiroga (Infraestrutura); Rômulo Polari (Cinep); Wilson Santiago (Relação Institucional); e Ronaldo Guerra (Gabinete do Governador). Também estiveram presentes à visita o vice-prefeito de João Pessoa, Léo Bezerra, além dos deputados federais Raniery Paulino e Mersinho Lucena, entre outras autoridades.

Benefícios para a população —  Os benefícios da implantação do Polo Turístico Cabo Branco já são sentidos pela população paraibana. Nesta fase de construção dos empreendimentos, por exemplo, estão sendo gerados 4.358 empregos diretos e 6.255 indiretos, totalizando 10.602 postos. Já na fase de operação, quando as obras estiverem concluídas, serão 4.520 empregos diretos e 7.405 indiretos, totalizando 11.925 postos de trabalho. Os investimentos somam R$ 1,7 bilhão.

O Polo é o projeto do Governo da Paraíba voltado para o desenvolvimento do maior complexo turístico planejado do Nordeste, que reunirá resorts, parque aquático, equipamentos de animação e estabelecimentos de comércio e serviços. Atualmente, o projeto já conta com o Centro de Convenções de João Pessoa, reconhecido e premiado nacionalmente. O projeto está inserido em uma área de 654 hectares, em uma região privilegiada de João Pessoa e próximo a diversos pontos turísticos.

Ambientalmente sustentável, o Polo Cabo Branco está situado entre o mar do litoral sul paraibano e o verde da Mata Atlântica, sendo abraçado pelo Parque das Trilhas — a maior reserva ambiental de mata atlântica nativa inserida na malha urbana do Brasil —, composto por mais de 575 hectares. No local, foram instalados os batalhões da polícia ambiental e turística, além de uma unidade de conservação do parque.

Compartilhe: