BNB disponibiliza R$ 10 bi para projetos de energia renovável
28 de junho de 2023
Redação

O Banco do Nordeste (BNB) disponibilizou R$ 10 bilhões para investimentos em projetos de energia renovável em sua área de atuação ao longo de 2023. O montante tem como objetivo impulsionar o desenvolvimento de fontes limpas e sustentáveis de energia na região, contemplando desde usinas de energia solar e eólica até pessoas físicas interessadas em instalar placas solares em suas residências.

O diretor de Planejamento do BNB, Aldemir Freire, anunciou a disponibilidade de recursos durante o seminário Energia Sustentável no Brasil, realizado hoje, 28, em São Paulo. O evento reuniu autoridades como os governadores do Ceará, Elmano de Freitas, e do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, e o senador Cid Gomes para discutir opções de energia limpa para o País, incluindo o potencial do hidrogênio verde.

Segundo o executivo do BNB, o total ofertado pelo banco é proveniente da combinação de diversas fontes, como Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) , FI-Infra, Agência Francesa de Desenvolvimento e Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) e BNDES, este em cofinanciamento com o FNE.  Ele ressaltou os valores que o banco tem empregado na melhoria da infraestrutura energética do país e o diálogo do banco com organismos multilaterais em busca de mais recursos para atender à demanda crescente na Região.

“Nos últimos cinco anos, o Banco do Nordeste destinou mais de R$ 31 bilhões a projetos de geração de energia eólica e fotovoltaica. A Região tem se destacado como um polo promissor para a produção de energia renovável no Brasil, e o BNB enxerga esse potencial como uma oportunidade, reafirmando seu compromisso em promover o desenvolvimento sustentável da região”

Aldemir Freire. 

De acordo com o Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), área de pesquisa do BNB, a geração de energia solar cresce, em média, desde 2011, 112% ao ano no Brasil. Para a fonte eólica, esse crescimento é de 40% ao ano. A região Nordeste, pela radiação solar e ventos constantes, desponta como protagonista da mudança da matriz energética do País e concentra a maior parte dos investimentos.  

Mini e microgeração de energia

Uma das linhas de crédito oferecidas pelo BNB é a FNE Sol, com a qual o banco financia projetos de mini e microgeração de energia de empresas privadas industriais, agroindustriais, comerciais e de prestação de serviços, além de produtores rurais e pessoas físicas. A linha de financiamento abrange diversos itens relacionados à energia elétrica fotovoltaica, incluindo componentes, instalação, placas solares, inversores e materiais elétricos. Os juros pré-fixados do produto são a partir de 7,9% ao ano.

Ao longo dos últimos cinco anos, o Banco do Nordeste realizou mais de 24,7 mil operações de crédito por meio da FNE Sol, totalizando um investimento superior a R$ 2 bilhões. “As taxas de juros são o diferencial da FNE Sol. Por contarmos com recursos do Fundo Constitucional, podemos oferecer a nossos clientes as melhores condições de pagamento”, enfatiza Aldemir Freire.

Sobre o Banco do Nordeste e o FNE

O Banco do Nordeste é a maior instituição financeira de desenvolvimento regional da América Latina. Com 292 agências, está presente em mais de dois mil municípios de sua área de atuação, que abrange os nove estados nordestinos e parte de Minas Gerais e do Espírito Santo. O BNB tem como principal fonte de recursos o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). As políticas de aplicação do FNE são definidas pelo Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) e pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). 

Compartilhe: